Músicos falam sobre como conheceram Slipknot

August 6, 2012 in Banda

O impacto que o Slipknot exerce sobre música pesada permanece inegável, então o editor-chefe da ARTISTdirect.com, Rick Florino, falou com alguns músicos sobre a primeira vez que ouviram Slipknot e como se tornaram fãs:

Quando foi a primeira vez que você viu ou ouviu Slipknot e o que o fez torna-se um fã?

James “Munky” Shaffer do Korn, Fear e The Nervous System

“Eu saí de uma turnê e ouvi seu primeiro disco [Slipknot (10th Anniversary Edition CD / DVD)]. Ross Robinson me deu em 1999. Ele disse: ‘Ouça isso. Vai mudar a sua vida.” Eu não podia acreditar em alguns dos riffs que eu estava ouvindo. Esse nível de intensidade e raiva era algo que eu sempre quis que a minha própria banda fizesse. Fizemos um festival europeu com eles, e me lembro deles andando nos bastidores com suas máscaras. Eles eram super intimidantes, mesmo eles sendo apenas caras normais [risos]. Paul Gray era provavelmente uma das pessoas mais legais e pé no chão. Eu não sou capaz de dizer boas coisas suficientes sobre esse cara. Tendo Ross Robinson como produtor no início, todos viemos de uma mesma família assim como as ideias semelhantes sobre música. É imencionável, mas tivemos algum tipo de conexão por causa disso. Quando Joey Jordison foi tocar com a gente, ele trouxe uma sensação completamente diferente. Na verdade, Clint Lowery [Sevendust] estava tocando conosco no momento, fazendo guitarras em segundo plano. Ele levantou a questão que talvez Joey estivesse disponível e eu pensei que seria a coisa mais legal. Nós descobrimos que ele estava de acordo a tocar. Podia haver algum vídeo meu pirando e dizendo: ‘Sim, eu não posso acreditar! “[Risos] A primeira vez que ele entrou e tocou com a gente, houve muita emoção, especialmente após os altos e baixos que nós tivemos. Eu adoro Iowa. Há algo cru e real sobre esse disco. As pessoas podem tirar uma lição daquele álbum. Esse disco é o meu favorito. Tudo sobre aquele álbum é incrível. Ele tem todos os elementos que compõem um álbum de metal. O que esses caras pensam, seus processos e dedicação brilham lá em Iowa. Adoraríamos estar em turnê com eles! Um menino só pode sonhar [risos]. “

Leia mais

Read the rest of this entry →