Jay Weinberg: “Estou ansioso para começar a trabalhar em novas músicas.”

April 6, 2017 in Banda

jayweinbergslipknotlive2014_638

Durante sua participação no podcast “Best Friends With Sam Pura”, Jay falou um pouco sobre seu trabalho com o Slipknot:

“Eu não seria nada sem aquilo de ‘estar no lugar certo na hora certa’ e muito disso é sorte, eu acho. Mas sorte não significa nada se você não corre atrás. Nós fizemos um álbum inteiro juntos e uma turnê enorme com esse álbum e agora que estamos de férias e vamos, possivelmente, começar a focar em coisas novas, é extremamente animador. Conseguir ir mais fundo do que fomos antes e começar esse processo é incrível, quero ver o que conseguimos criar e até onde vamos chegar. Eu acho que muita gente na banda está ansiosa para continuar o que nós construímos nos últimos anos e eu mal posso esperar para começar. Nós tínhamos um pequeno estúdio na estrada e temos algumas ideias documentadas, então acho que o rumo que as coisas estão tomando é bem interessante.”

 
O Slipknot está em pausa desde o ano passado e ainda não divulgou notícias sobre o próximo álbum.

Entrevista: Jay Weinberg para a Music Radar

April 18, 2016 in Banda, Entrevista, Jay Weinberg

© Future/Joby Sessions

© Future/Joby Sessions

O Slipknot é, para muitos, uma combinação confusa entre música agressiva e teatro de horrores. Mas um garoto de 10 anos que assistia a tudo aquilo com o pai, viu o futuro. Não apenas o futuro do metal, mas o seu.

Algumas semanas antes, o Slipknot havia invadido as casas americanas através de programas populares, como o” The Late Show com Conan O’Brien”. Max Weinberg, baterista da banda de Bruce Springsteen e líder da banda do The Late Show, “Max Weinberg 7”, voltou para casa naquela noite para contar tudo o que tinha presenciado para sua família, incluindo seu filho de 10 anos, Jay.

“Meu pai chegou em casa e disse, “Tem uma banda que você não vai acreditar, você precisa ver. Eles vão sair em turnê em breve e a gente precisa ir!”, eles nos convidaram e nossa família inteira foi para o Ozzfest (2001) e eu fiquei impressionado. Era algo que eu nunca havia visto antes e imediatamente me tornei um fã”.

Ver o Slipknot no Ozzfest acendeu uma paixão pela banda em Jay, que ia à todos os shows que a banda fazia próximo a sua casa, em New Jersey. E graças a seu pai, Jay se tornou próximo a banda.

“Eles faziam muitas turnês durante o ano, então cada vez que eles me viam eu estava um pouco mais alto, um pouco mais velho, ou usando uma camisa de uma banda mais legal e eles me viram aprender sobre aquilo que nos conecta, que é a música que tanto amamos.”

O jovem Jay cresceu enquanto a banda alcançava o sucesso e aprendeu a tocar bateria na sombra de seu herói, Joey Jordison. Criado sob o legado musical de seu pai com Springsteen, mas com um amor por gêneros mais agressivos, Jay criou um nome para si na banda “Against Me”, antes de ser chamado pessoalmente para fazer um teste no Slipknot, após a saída de Joey.

“Quando eu recebi a ligação, estava terminando as provas do meu último semestre na faculdade e eu recebi uma mensagem do empresario do Slipknot, que por coincidência também trabalhava com o Against Me!. Ele disse ‘Você consegue chegar em Los Angeles em três dias? Não posso te falar o motivo, mas você consegue?’ Eu fui e não sabia onde estava me metendo. Cheguei lá, encontrei os caras no estúdio e tudo começou ali.”

Read the rest of this entry →