Integrantes

 

Nome: Sid Wilson

Data de Nascimento: 20/01/1978

Nickname: DJ StarScream

Número: #0

Função: DJ

Estado Civil: Sem informações

Projetos Paralelos: DJ StarScream e AMPT

Máscara: Sid anteriormente já usou máscaras de gás e algumas variações de máscaras de caveiras. Atualmente usa uma máscara que lembra um andróide.

Sobre Sid: Sid é o mais sarcástico da banda. É conhecido também por ser o mais louco e insano. Durante os shows, ele gosta de pular no público ou sobre seu próprio equipamento. Tem uma grande rivalidade com Shawn Crahan, os dois vivem travando batalhas durante os shows. Sid é o mais novo da banda. Reivindica sofrer de "organic Brain Syndrome" (síndrome orgânica do cérebro). Os passatempos preferidos de Sid são: Snowboarding, esculpir com argila e cozinhar. Quando perguntado sobre com qual banda ele gostaria de fazer uma turnê, ele respondeu: “Não iria fazer uma turnê com o Slipknot, mais particularmente, gostaria de fazer uma turnê com o Beastie Boys. Quando comecei a ser DJ, dançar e escutar Hip-Hop, os Beastie Boys foram uma grande influência. Eu sempre escutei eles.”

Influências musicais de Sid:

1. Grandmaster Flash

2. DJ Jazzy Jeff

3. DJ Cash Plenty

4. Invisible Scratch Pickles Crew

5. Executioners (Ex X-Men)

6. S.P.C.

Essas são as respostas de Sid quando perguntado:

Melhor Show: A primeira vez que eu vi o Slipknot. Eu estava tentando entrar na banda, então fui em um show aqui mesmo em Des Moines, Iowa. Isso foi há alguns anos atrás. Quando eu os vi, sabia que tinha que entrar nessa banda.

Primeiro show: Quando eu tinha 3 anos de idade, meus pais foram até Iowa, e me levaram para ver Sheena Easton.

Momento no Estúdio: Eu penso em Purity. Havia muita emoção.

Filmes:

1. Drunken Master 2

2. Black Mask

3. Man on the Moon

4. Evil Dead

5. Evil Dead 2

6. Army of Darkness

7. Phantasm

Melhores Álbuns:

1. Hed: Drool

2. Nine Inch Nails: The Fragile

Soundtracks:

1. Belly

2. Black Mask

 

 

Nome: Nathan Jonas Jordison

Data de nascimento: 26/04/1975

Nickname: Superball

Número: #1

Função: Baterista

Estado Civil: Sem informações

Projetos Paralelos: Murderdolls (extinto)

Máscara: Kabuki (Máscara japonesa) com coroa de espinhos

Sobre Joey:

Joey Jordison (batizado como Nathan Jonas Jordison em 26 de Abril, 1975 em Des Moines, Iowa) é um baterista estadunidense.

É o mais baixo integrante da banda (assim costumam chama-lo de "Pequeno Notável"). Prefere a guitarra do que a bateria. Foi um dos fundadores da banda e tocava guitarra em uma banda paralela chamada Murderdolls.

Joey já tocou com as seguintes bandas: Avanga, The Havenots, Anal Blast, The Regects, Satyricon, Metallica, Otep, American Head Charge e Ministry, recentemente estava como baterista temporario da banda Korn, mas já retornou aos seus trabalhos com o Slipknot..

No Muderdolls ele gravou as partes de bateria e guitarra do CD, enquanto a banda não encontrava um baterista.

Durante o Ozzfest de 99, Joey fez algumas pinturas que deram mais vida à sua máscara. Ao longo da carreira, essas mudanças se tornaram mais freqüentes.

Baixinho e falador, o baterista do Slipknot diz que a falta de expressão da sua máscara combina com ele. Não importa se ele está alegre ou puto da vida, ninguém saberá que sentimento está por de trás dela. Não gosta de brigas por causa da sua altura. Admira muito Ross Robinson e afirma que o cara é completamente louco. Joey diz que durante as gravações de um álbum do Slipknot, Ross jogou um vaso nele. O vaso errou Joey e acabou acertando a parede e os pedaços se expalharam por toda parte... tinha pedaços do vaso até na sua boca. Escolheu o número 1 pois esse número significa "começo" e na maioria das vezes é ele que coloca o primeiro tijolo para iniciar a construção das músicas. Ele diz ser primo de Marilyn Manson devido à uma grande amizade de anos.

Ele começou a gostar do estilo metal quando aos seis anos de idade viu no jornal que Ozzy Osbourne tinha arrancado a cabeça de um morcego com a boca, "Imediatamente pensei que Ozzy era o melhor!", diz.

Fez parte de um projecto da Roadrunner Records chamado "Roadrunner United", que consistia num grupo formado por membros das várias bandas ligadas à editora.

No verão de 2007, foi o baterista do Korn durante a sua tornê nos Estados Unidos e na Europa, desconhecendo-se ainda a existência de qualquer colaboração de estúdio com esse grupo.

Passatempos: Vídeo-Game, dormir, sexo.

 

 

Nome: Paul Dedrick Gray

Data de Nascimento: 08/04/1972

Nickname: Balls

Número: #2

Função: Baixista

Estado Civil: Sem informação

Projetos Paralelos: F.O.R

Máscara: No self-titled, era uma máscara de porco de Halloween, no Iowa, Paul incrementou com mais alguns detalhes em latex. Ele diz: “Agora, isso incômoda demais, e tenho problemas para respirar.” No Vol.3, Paul está com uma máscara parecida com o ator do filme “Hannibal”, e tem uma pequena rachadura em sua testa, feita por uma bala. Atualmente, Paul usa a mesma máscara do Vol.3, só que com mais arranhões e detalhes.

Sobre Paul: Paul é o co-fundador do Slipknot junto com Shawn e Anders (ex-vocalista). Dizem ser um sujeito amigável. Paul é o único integrante do Slipknot que não morava no estado de Iowa: ele era de Los Angeles, quando era criança. Já queimou uma vez um retrato do KoRn. Tocava em bandas como Vexx, Body Pit, Anal Blast e Inveigh Catharsis antes de chegar ao Slipknot, fez também uma pequena participação no "The Havenots".

 

 

Nome: Chris Fehn

Data de nascimento: 08/04/1972

Nickname: Mr.Picklenose

Número: #3

Função: Percussionista

Estado Civil: Sem informação

Projetos Paralelos: Nenhum

Máscara: Chris tem uma máscara parecida com o Pinocchio, com um nariz de aproximadamente 30 centímetros. Essa máscara tem diversas versões.

Sobre Chris: Chris é o piadista da banda. No primeiro álbum Chris pode ser pouco reparado. Os Rolling Stones o descreveram como o membro mais considerável do Slipknot. Chris gosta de "masturbar" o nariz de sua máscara. Você pode ver isso no vídeo de Spit It Out e em algumas entrevistas no Conan O’Brien. Ele disse: “Essa máscara representa minha personalidade cômica. Eu a escolhi por esse fator. Ela é muito quente e muito apertada, e isso influência na minha agressividade no palco”. Chris confessa ser uma pessoa extremamente brincalhona. Foi influenciado por bateristas como Igor Cavalera (Sepultura) e Dave Lombardo. Jura que viu OVNIs em Indigo Ranch.

Chris também é um otimo golfista. No DVD 'Voliminal: Inside the Nine' você pode o ver jogando golf.
No dia 11 de junho de 2007, num domingo, o time de Chris levou pra casa o primeiro lugar no campeonato Flight. Chris foi colocado com Jim Macmahon (do Chicaco Bears) para jogar no Celebrity Shoot-Out. 14 pares de celebridades jogaram no Shoot-out, com um ou mais time saindo a cada buraco. Chris e Jim Macmahon ganharam o primeiro lugar no Shoot-Out. Chris escolheu doar seu prêmio para a entidade "On With Life", em Ankeny, Iowa.

 

 

Nome completo: James Root

Data de nascimento: 02/10/1971

Nickname: "The Peach"

Número: #4

Função: Guitarrista

Estado Civil: Sem informação

Projetos Paralelos: Stone Sour

Máscara: Quando James se juntou á banda, ele teve que usar a máscara de seu antecessor, Josh. Uma máscara preta de escravo. Ele costumava colocar seu cabelo em cima da máscara pois tinha um cabelo roxo e por isso dá para ver fios roxos no primeiro álbum. Sua máscara no IOWA é uma máscara de bobo-da-corte, que reflete sua personalidade. Sua nova máscara, é uma pequena variação da máscara do álbum IOWA e do Vol.3. Tornou-se mais pálida e sem expressão, tem um zipper na boca e com detalhes em vermelho nos olhos.

Sobre James Root: O Jim foi a última aquisição da banda. Ele se juntou durante as gravações do primeiro álbum (o Seflt-Titled, Slipknot), e na foto oficial do álbum ele não aparece na capa (O outro guitarrista é Josh Brainard, que gravou algumas músicas deste). Ele é o mais alto (com dois metros e quatorze de altura, já o Mick tem dois metros e dez), embora pareça que Mick Thomson seja maior. A cor do cabelo original de Jim é marrom, perdido depois de várias colorações. Ele era Office-Boy antes de se juntar ao Slipknoto. Está noivo da cantora italiana Cristina Scabbia, vocalista do Lacuna Coil.

 

 

Nome: Craig Jones

Data de nascimento: 11/02

Nickname: 133 (133MHz)

Número: #5

Função: Samples/Media

Estado Civil: Casado

Projeto Paralelo: Nenhum

Máscara: A primeira máscara de Craig foi apenas uma meia-calça em sua cabeça com uma camisa. Mais tarde usou um velho capacete de mergulho, pintado de preto e com espetos. No álbum IOWA, Craig usou uma mascara de latex com espetos e um zíper na boca. No Vol.3, sua máscara não mudou tirando os espetos que não são mais tão grandes e se movem com mais facilidade para perder a pressão. Atualmente a máscara de Craig é a mesma do Vol.3, só com mais alguns detalhes.

Sobre Craig Jones: Pouco se escuta ao seu respeito. Muitos se perguntam o que ele faz na banda, mas se você gosta da introdução de Prelude 3.0, 515, os teclados em Duality e a intro de (sic), você ja sabe o que Craig faz. Craig é o mais misterioso Slipknot, você quase não ouve falar dele. Ele era o webmaster do site oficial da banda (www.slipknot1.com) em que sua mulher ajudava-o até que ele saiu quando se separou dela, foi por isso que o site ficou tanto tempo fora do ar. Craig gosta de jogar Quake 3 e usa o nick "ZZ 5" com seu próprio skin, portanto, se você for morto por alguém com a skin do Craig no Quake 3, você foi morto pelo mesmo!

Durante entrevistas, Craig cobre seus olhos com uma tira de couro para evitar ser visto. Craig é muito quieto, uma alusão à música "Killers Are Quiet" (Assassinos são Quietos). Craig não gravou o M.F.K.R mas mesmo assim sua foto está no encarte do CD. Os samples foram colocados juntos por Anders e Sean Mcmahom depois que o disco foi gravado. Nem todo mundo sabe mas o Craig se juntou no Slipknot como guitarrista, substituindo Donnie Steele. Seu sampler foi integrado ás músicas do M.F.K.R como "Gently", que começa com um trecho retirado do filme "Falling Down".

O que alguns membros do Slipknot dizem sobre Craig:

Joey: "Ele é um puta hacker de computador e vai te matar cara. Ele vai me matar. Ele é imprevisível. Eu não sei porque ele tá nos samples, um dia ele veio ensaiar com agente e ninguém teve os culhões pra tirar ele!"

Jim: "Não se preocupe, ele também me assusta. Eu sinto como se fizesse um bem á todos sabendo onde Craig está dia por dia."

Outras informações: A muito tempo atrás, em um dos shows do Slipknot no Mary's, alguém chegou perto de se ferir. Alguém veio de trás dele e falou com ele, que não conseguiu ouvir nada, pois a máscara impede a passagem de sons. Quando chegaram perto dele pedindo um autógrado, deram um tapinha no seu ombro. Ele não estava esperando ninguém e quando se virou, um de seus espetos quase pegaram em uma garota que estava perto dele. Paul e Shawn tiveram apenas alguns segundos para parar Craig. Isso foi o mais perto que alguem chegou a se ferir com a máscara do Craig Jones.

linha

 

 

Nome: Michael Shawn Crahan

Data de nascimento: 24/09/1969

Nickname: Clown

Número: #6

Função: Percussionista

Estado Civil: Casado e tem 3 filhos.

Projetos Paralelos: Dirty Little Rabbits

Máscara: A máscara original de Shawn, que ele fez a aproximadamente 20 anos, quando disse: “Eu vou matar todos os filhos da puta daqui! Qual é a pergunta? A máscara? Ela representa minha morte!” Na época do Iowa ela mudou, com um visual mais dark e sinistro, com um pentagrama de cabeça para baixo. Tinha na testa cravado o número 6, número que Shawn é na banda, e tinha características de metal como “chifres”, e na sua cabeça, é como se ela tivesse rasgado, parte do seu cérebro coberto por sangue. Essa máscara teve muitas variações. Já no Vol.3 uma máscara diferente, enfaixada com fita adesiva médica, manchada de sangue, mas continua com o seu mesmo nariz de palhaço. No final da turnê do Subliminal, Shawn removeu as partes superiores de sua máscara, deixando seu cabelo pendurado para fora. Atualmente, Clown utiliza uma máscara meio palhaço-masoquista, toda em couro preto, com costuras e um zíper na boca.

Sobre Shawn: A melhor maneira de dizer algo sobre Shawn Crahan é uma descrição que ele mesmo fez: "Eu sou um pai perfeito e um puta psicopata ok? Não contrarie". Shawn é um dos mais loucos no palco, alguns de seus hobbies incluem entrar na porrada com Sid, bater sua cabeça na parede e se machucar em palco. Shawn é casado com uma mulher chamada Chantal e ele tem 3 filhos. Shawn construiu a percursão do Chris e a sua própria.

linha

 

 

Nome: Mickael Thomson

Data de nascimento: 03/09/1973

Nickname: Log

Número: #7

Função: Guitarrista

Estado Civil: Sem informações

Projetos Paralelos: Nenhum

Máscara: Desde que se juntou a banda, Mick já usou vários estilos de máscara. Já usou uma de hockey modificada. Durante o Iowa ele usou uma bem metalizada. Atualmente Mick está usando uma máscara futurista com um olhar bem assustador.

Sobre Mick: Mick é um monstro, um cara muito alto. Ele dava aulas de guitarra antes de entrar no Slipknot, e pelo que eu sei, dá até hoje. Mick é um grande fã de gatos e seriais killers. Mick parou de usar guitarras BC Rich em 2004, porque ela não tinha o que ele necessitava. Assim, atualmente ele usa uma Ibanez, e não pretende largar.

Como músico, iniciou notadamente cedo suas experiências, que datam 1992, aos seus dezesseis anos; alguns anos depois, entre 1995 e 1996, ingressaria no Slipknot, onde seria universalmente reconhecido. Freqüentemente as pessoas acham que Mick é o guitarrista solo, mas em algumas músicas, o guitarrista solo é James Root, o nº 4.
Mick tem senso eclético, apreciando desde Jimi Hendrix a Beatles, de Kiss a Sepultura, conferindo a sonoridade de seu grupo uma amplitude considerável; logo, grande parte dos riffs são compostos por ele, como Left Behind e Disasterpiece. Foi eleito, em atual pesquisa dos 100 melhores guitarristas, o 96º. Embora não tenha gravado o MFKR, já aparece no álbum.

Outras Informações: Mick ainda é conhecido por dar aulas no Ye Old Guitar Shoppe.

Ye Old Guitar Shoppe: 3403 70th Street Des Moines, Iowa 50322. 515-278-8780

Declarações: “Se eu fosse um serial killer famoso, faria questão de matar algumas pessoas – Albert Fish e Ed Gein me vem primeiro a mente. Mas eu não sou uma pessoa violenta pela natureza. Não foda comigo, e você saíra bem.”

Anders (ex-membro) sobre Mick: “Eu e ele já fomos pescar juntos diversas vezes. É um bom garoto, embora seja fascinado por seriais killers.”

linha

 

 

Nome: Corey Taylor

Data de Nascimento: 08/12/1973

Nickname: The Great Big Mouth

Número: #8

Função: Vocalista

Estado Civil: Casado

Projetos Paralelos: Stone Sour, Dum Fux.

Máscara: Era, originalmente, uma máscara de couro com dreads falsos que praticamente cobriam seu cabelo. E então essa máscara moldada com latex e dreads falsos teve várias versões. Com a máscara do Vol.3, que pelo lado esquerdo está sorrindo e pelo direito está triste, talvez represente a vida de Corey, que foi muito triste na sua infância, mas venceu na vida e hoje vive feliz. Os dreads sumiram e é seu próprio cabelo, vermelho e roxo. Atualmente, Corey usa uma máscara toda de latex, somente com abertura para os olhos, nariz e boca, pequenos furos para os ouvidos e aberta em cima, na região dos cabelos.

Sobre Corey: Corey é o “Mastermind” da banda, ele não é apenas o vocalista, mas também escreve as letras.

Foi obrigado a entrar na banda quando Shawn, Joey e Mick foram até o Sex Shop onde Corey trabalhava, para fazer uma simples e direta proposta: “Se você não entrar na banda, você será espancado!”. Com isso, foi forçados a deixar sua outra banda, “Stone Sour”, banda que hoje está viva, e que Corey voltou a ser o vocalista. Nos palcos ele é insano, mas garante que fora dele é uma pessoa bem tranqüila.

Outras Informações: Corey tem estilos diferentes para “cantar” e “gritar”:

1) Quando ele quer “cantar”, você pode ouvir o ínicio de Wait And Bleed.

2) Quando ele quer gritar feito louco, você pode ouvir o começo de (sic) e Eyeless, e o refrão de Surfacing.

3) Quando ele quer cantar lentamente, você pode ouvir: I can’t see, I can’t bee... (Purity)

4) Quando ele quer cantar rápido, ouça Spit It Out e No Life.

5) Voz melódica de Corey você pode ouvir em Prosthetics e Scissors.

6) Grito “riscado”, você pode ouvir em Tattered And Torn

7) Grito normal, em Only One, Diluted e etc.

Declarações: “Nós não estamos nos escondendo atrás dessas máscaras, estamos nos revelando mais do que vocês podem imaginar. A máscara que eu uso põe pra fora toda a merda que há dentro de mim. Mesmo se não usássemos máscaras, nossa música ainda seria de boa qualidade”.

Conhecendo seu pai: Corey cresceu sem conhecer seu pai, que partiu pouco antes de seu nascimento e, a pedido de sua mãe, ficou longe de sua vida. Os dois finalmente se encontraram apenas muitos anos depois, em 2006, quando Scarlett (esposa de Corey) persuadiu a mãe de Taylor para que contasse a ela tudo que sabia sobre o pai, e quando ela concordou, Scarlett contratou um detetive particular para encontrar o pai de Corey. Quando os dois se encontraram tudo correu bem, terminando com os dois contando que choraram por pelo menos vinte minutos. Corey ficou muito feliz com a reunião, dizendo que um novo capítulo de sua vida havia começado.