by Juliano

Corey Taylor: “Quando for a hora certa, nós vamos dar as respostas que vocês precisam”

August 7, 2014 in Banda, Corey Taylor, Knotfest 2014, Novo Álbum 2014, The Negative One by Juliano

XYZ-Monsters-of-Rock-3717

Corey Taylor, vocalista do Slipknot, foi entrevistado no último dia 4 pela BBC e no último dia 6 pelo o pessoal da HardDrive Radio. Para a BBC, além das informações sobre o single “The Devil In I” e sobre o álbum, já destacadas aqui no site, Taylor também destacou algumas outras coisas:

Sobre os rumores a cerca da situação do Slipknot nos meses que antecedem o lançamento de um novo álbum – “É uma espécie de faca de dois gumes indo de boca em boca, não é? Uma das melhores e piores coisas que você pode ter são pessoas falando sobre a sua banda. Elas vão falar sobre todas as grandes coisas, mas, ao mesmo tempo, a especulação pode se tornar, entre aspas, “fato” ao longo do tempo, você sabe. Alguns são descritos como os compositores principais ou “Esse cara começou a banda”, ou “Aquele cara começou a banda.” Até o ponto em que as pessoas esquecem da verdade. Esquecem de quais são os fatos. Então [liberar a “The Negative One”] é uma maneira de nós, basicamente, calarmos a todos, deixar todo mundo animado, e levá-los a falar de coisas positivas sobre a banda. Porque tem sido um passeio infernal. Este últimos quatro anos têm sido uma loucura. Seja perdendo Paul [Gray, baixo] ou nos separando do Joe [baterista Joey Jordison].”

“Bandas já passaram por isso antes – outras bandas além de nós. É uma daquelas coisas, [onde] você cresce com as circunstâncias ou você fica no esquecimento, e eu acho que todos nós fomos puxados juntos e crescemos com as circunstâncias.”

Planos para turnê – “A partir de outubro, serão dois meses de turnê basicamente nos EUA, além das duas noites no Knotfest Japão. E em seguida, férias, obviamente, por causa do fim do ano. E então, no ano que vem, nós vamos começar andando lentamente pelo resto do mundo, basicamente. Eu sei que estamos de olho na Europa e no Reino Unido, nós definitivamente estamos olhando para a Austrália, nós estamos olhando para a América do Sul, Canadá … É basicamente o modelo para o mundo… Tem o Sudeste Asiático …. Quero dizer, há tanta coisa que quero fazer. Uma vez que a gente tiver tudo definido, vamos botar pra fora e todo mundo vai saber sobre isso.”

Com o pessoal da HardDrive Radio, Corey foi questionado sobre quem assumiu as baquetas na música “The Negative One”, e consequentemente, no novo álbum: “Estamos mantendo um monte de coisas em segredo porque queremos que a música fale por si mesma. Nós não queremos que as pessoas escutem a nossa música e concluam sobre algo antes mesmo de saber sobre o que a música é. Então confie em mim, você sabe, quando for a hora certa, nós vamos dar as respostas que vocês precisam, e é assim que vai ser.”

O primeiro single do novo álbum, “The Devil In I”, será lançado nas próximas semanas, lembrando que no dia 12 de agosto a banda fará um anúncio especial em seu site oficial.

O quinto álbum do Slipknot, ainda sem título anunciado, deve ser lançado nos dias que antecedem ao Knotfest. A segunda edição do evento será de 24 a 26 de outubro, em San Bernardino, Califórnia. Mais de duas dezenas de outros shows vão se juntar aos headliners mascarados, incluindo Five Finger Death Punch, Volbeat, Of Mice & Men, In This Moment, HellYeah e Atreyu. No Japão, o evento, pela primeira vez fora do território estadunidense, ocorre nos dias 15 e 16 de novembro, contando com Korn, Limp Bizkit, Trivium, Lamb Of God, e muitas outras atrações.

Fontes: Loudwire e Blabbermouth

Vídeo: The Negative One

August 5, 2014 in Banda, Novo Álbum 2014, Slipknot 2014 by Natália

negative

Já está no ar o vídeo de “The Negative One”, a primeira música revelada do novo álbum. Como adiantamos por aqui, Corey Taylor disse em uma entrevista que a música não é um single oficial.

O primeiro single, “The Devil in I” será lançado em agosto e as gravações do clipe começam semana que vem. Para assistir, basta clicar na imagem, fazer o login e clicar em “Unlock Video”

 

Entrevista: Corey Taylor para Hottest Records (BBC)

August 4, 2014 in Banda by Natália

Slipknot1

Em entrevista para o programa Hottest Records da BBC Radio, Corey Taylor falou um pouco sobre o novo álbum.
De acordo com ele, todos da banda combinaram de não falar nada sobre o processo de gravação para manter o mistério, e por isso, as imagens nas redes sociais foram trocadas por fotos pretas.

Sobre o novo álbum:

O álbum vai sair em outubro, junto com o Knotfest, porém o nome do álbum só será anunciado daqui duas semanas. Corey também revela que “The Negative One” não é o single e sim um presente para os fãs. O single, “The Devil in I” terá o clipe gravado em uma ou duas semanas e será um pouco mais melódico e muito pesado. O álbum no geral, terá as músicas mais interessantes que eles já trabalharam, são complexas e muito boas.

A entrevista completa pode ser ouvida no site da BBC: http://www.bbc.co.uk/programmes/b04c9fql (a partir dos 30 minutos)

by Juliano

The Negative One: repercussão ao redor do mundo

August 2, 2014 in Banda, Corey Taylor, Novo Álbum 2014, The Negative One by Juliano

e807b5e143bf535fddc6488fa6ec926b

O Slipknot lançou na última sexta-feira, dia 1º o seu primeiro single do aguardado quinto álbum de estúdio. Intitulada “The Negative One”, a repercussão da nova música rodou o mundo. Reunimos aqui alguns destaques sobre o single.

Loudwire:  “Foram longos seis anos desde que o Slipkot deu aos seus fãs uma nova música, desde o lançamento do All Hope Is Gone em 2008. Apesar de não haver informação oficial sobre o quinto álbum de estúdio do Slipknot ou quem substituiu Joey Jordison na bateria após sua saída, nós finalmente temos o primeiro single do novo álbum.

“The Negative One” é puro Slipknot. Focado num groove simples porém pesado. O single é rico em samples e trabalhos de DJ, e pisa fundo no motor quando Corey Taylor lança seus gritos de ódio.”

Revolver: A revista chamou a nova música de “esmagadora” e destacou o “mais-que-pesado single”, o primeiro sem Paul Gray e Joey Jordison.

MetalSucks:  “Como é a música? Eu só tive tempo para ouvir uma vez, mas … Eu estou me sentindo morno em relação a ela. É definitivamente mais perto do velho Slipknot do que qualquer coisa a partir do All Hope is Gone, o que deve fazer alguns fãs felizes … Com isso dito, eu não acho que é o melhor trabalho da banda. Nem de longe.”

RollingStone: “Grupo mascarado de metal Slipknot colocou a rápida música nova “The Negative One” em streaming no seu site, que, aparentemente, oferece uma prévia do que os fãs podem esperar de seu próximo quinto álbum, o primeiro desde 2008. Ao longo de um riff de guitarra escorregadio e ritmo robusto, o vocalista Corey Taylor canta sobre o “Senhor das Mentiras” (The Lord of lies) e um coro que termina com “lados opostos, suas escolhas são o negativo e eu” (oposing sides, your choices are the negative one and me).”

Rocknoize:  “O som é, para quem conhece um pouco mais, familiar, lembra o início da carreira do grupo. Pode soar mais do mesmo ou volta às origens. Mas o que há de mal nisso? O mal é que todo mundo reclama. Se mudou reclama. Se é mais do mesmo reclama. Se voltou às origens reclama. Ainda acho que é melhor o mais do mesmo do que tentar inventar demais e se perder. Segundo Corey Taylor este novo trabalho é uma soma de “Iowa” com “Vol 3…”. Na minha opinião seria a mistura álbum mais legal com o de maior sucesso, nessa ordem.”

Read the rest of this entry →

by Hannya

InkAddict entrevista Sid Wilson

August 2, 2014 in Sid Wilson by Hannya

Sid_BlogHeader

No dia 9 de agosto, você vai nos encontrar novamente no Dirt Fest para mais um ano de rock, punk, metal, e muito mais. Venha para a nossa tenda para encontrar  uma série de suas bandas favoritas na programação, incluindo Sid Wilson do lendário Slipknot. Fomos conhecer Sid um pouco mais cedo e decidimos compartilhar a conversa com nossos companheiros InkAddicts.

Um homem de muitos nomes, incluindo DJ Starscream, Ratboy, # 0, e muito mais. O que o levou a decisão de começar a usar oSid”?

Sid: Bem, foi simples. Eu pensei comigo mesmo: “como é que todo mundo me chama nos shows“? SID. Eu acho que a maioria das pessoas só me chamam de  SID. É o qual as pessoas estão mais familiarizadas. E eu sou o III. E por incrível que pareça eu sou o terceiro Sid mais famoso na música. Syd Barrett, Sid Vicious, e eu.

Você começou como um DJ. Você pode nos contar sobre a primeira vez que você tocou um turntable?

Sid: Na verdade eu comecei no piano e baixo e vocais. Discotecar veio mais tarde depois que uns amigos e eu, principalmente o Dj Phase Two, fomos para festas e clubes assistindo os DJs e dançar.

Como DJ Starscream você lançou o The New Leader em 2006 e uma série de projetos desde então. Qual é o próximo projeto programado para liberar como Sid?

Sid: SID I foi lançado em 2011. Está saindo agora SID II, bem como o SID Presents “The Miami Vice SoundCrack. Preparem-se também para o “King of the Junglevol de 1 & 2do DJ Starscream.

Qual é a história por trás da escolha da música Royals, da Lorde, para remixar?

Sid: O dia em que ela foi lançada, o meu empresário Sy me mostrou [a música] e disse, “você sabe, dunt dunt clack duh duh duntduntdunt clack clack dunt dunt dunt clacke eu fiquei tipo JUUUUUUUUNNNNGGGGGLLLLLLE REMIXXXXXXXX!”

Você já tocou tantos gêneros de música ao vivo. Do metal para DJing e agora é o vocalista do seu próprio grupo. Quando você se apresenta  ao vivo, o que você mais gosta sobre esses estilos diferentes? Você tem um favorito?

Sid: Todos eles têm a sua própria apreciação ao vivo como um performer. Eu acho que apenas ser capaz de ser tão versátil é a recompensa porque eu começo a experimentar muito mais do que um artista experimentaria normalmente.

Falando do gênero de música que você ama, eu vejo que você tem uma tatuagem de selva’ para representar esse gênero particular de eletrônica. Você tem alguma história particularmente interessante por trás de suas tatuagens?

Sid: São muitas para contar. TOOOOOODAAAS têm uma história.

Sidthe3rd.com foi substituído por uma misteriosa mensagem “transformada”. Você pode nos dar uma pista sobre o que está acontecendo nos bastidores em seu site?

Sid: Basicamente, eu estou passando por uma transformação na minha vida e esta é a fase de casulo.

Com todos os tipos de música e projetos que você tem em mãos, o que podemos esperar para ver durante a sua apresentação no Dirt Fest?

Sid: Muitíssima coisa de metal jungle [música eletrônica] e algumas novas batidas digipunk nas quais eu venho trabalhando.

O que você gostaria de dizer para as pessoas que vão ao Dirt Fest?

Sid: Certifique-se de conferir a banda que eu estou empresariando, chamada “Nuisanceàs 1:30 no National Rock Review Stage. Esteja lá porque eu estarei!

 

Fonte: InkAddict

Ouça o novo single, “The Negative One”

August 1, 2014 in Banda by Natália

original

Clique na imagem para acessar. Basta clicar em “Unlock Song” – Slipknot1.com

Atualização: recebemos a informação que o novo clipe deve sair dia 5 de agosto. Qualquer outra informação sobre o single será colocada nesse post, fiquem ligados!

by Hannya

Inquérito sobre a morte de Paul Gray é arquivado

August 1, 2014 in Banda, Corey Taylor, Daniel Baldi, Donnie Steele, Paul Gray, Slipknot by Hannya

Late SLIPKNOT Bassist PAUL GRAY's Wife's Lawsuit Against Doctor Is Dismissed

De acordo com o Des Moines Register, uma ação judicial movida pela viúva do baixista do Slipknot, Paul Gray, contra seu ex-médico, foi arquivada.

O juíz Dennis Stovall (do Polk County District) decidiu que Brenna Gray esperou até depois do prazo de prescrição de dois anos acabar para entrar com o processo contra o médico, antes de arquivar o processo contra o Dr. Daniel Baldi.

Paul Gray foi encontrado morto em 24 de maio de 2010, após uma overdose de remédios em um quarto de hotel em um subúrbio de Des Moines, Iowa, terra natal do baixista e do Slipknot. A Brenna entrou com o processo em 14 de fevereiro de 2014.

O advogado de Brenna Gray, Bruce Stoltze, argumentou que o prazo prescricional não deveria ter começado até que Brenna tivesse razão para acreditar que Baldi causou a morte de seu marido, mas o juiz discordou.

Daniel Baldi foi absolvido em maio das sete acusações criminais de homicídio involuntário. Ele foi acusado de causar a morte de seus pacientes com seus hábitos descuidados de prescrição.

Brenna Gray testemunhou durante o julgamento que as últimas semanas de Paul foram um borrão extremo de abuso de remédios“, que nem o médico, nem seus companheiros de banda ajudaram a sua esposa a enfrentar. Ela disse que Baldi continuou a prescrever Xanax para Paul, apesar de saber que o músico era um viciado em remédios, dizendo: “Eu só não tinha certeza porque ele estava daquele jeito, porque ele precisava de tudo aquilo, juntamente com a medicação que ele estava tomando e se viciando.

O advogado de Baldi, ao interrogar Brenna, perguntou se ela estava ciente de que seu marido teve uma overdose de fentanil, morfina e analgésicos, nenhum dos quais Baldi havia prescrito para ele.

Brenna também testemunhou que ela tentou chegar a alguns dos colegas de banda de Paul poucos dias antes da morte do baixista, mas que nenhum deles queria se envolver. Ela revelou: Um foi jogar golfe em um lugar que fica a dois minutos da nossa casa, mas não pôde vir. Ninguém mais se importava, ninguém estava envolvido. Eles me disseram que era meu problema.

Corey Taylor revelou ao The Pulse Of Radio no dia de aniversário de um ano da morte de Paul Gray, como se sentia sobre a perda de seu amigo e companheiro de banda. “Eu  sinto falta dele, sabe”, disse ele. “Eu sinto muita falta dele, por vezes eu sinto como se ele não tivesse morrido e há momentos em que eu estou pensando e ele está nos meus pensamentos e eu tenho que parar e dizer, ‘Oh, meu Deus, ele não está aqui . Mas você sabe, eu quero dizer, não há um só dia que passa que eu não sinta a falta dele, eu quero dizer, tanto a banda quanto eu.” Eu desejava que ele estivesse aqui para ver  sua filha crescer

Brenna revelou em uma entrevista de 2011 para a Revolver que seu marido havia concordado em obter ajuda sobre o seu problema com remédios apenas um dia antes de morrer.

Paul Gray tinha 38 anos no momento de sua morte. Ele deixou sua viúva e uma filha, October, que nasceu três meses após a sua morte.

Depois de um longo hiato, O Slipknot retornou em turnê em 2011, com Donnie Steele tocando baixo ao vivo. A banda terminou recentemente seu primeiro álbum sem Gray.

 

Fonte: BlabberMouth.Net

by Hannya

Novo álbum do Slipknot: teaser e mensagem misteriosa

July 31, 2014 in Banda, Novo Álbum 2014, Slipknot 2014 by Hannya

Slipknot

O Slipknot acaba de lançar mais uma nova provocação! A banda deu uma amostra do novo álbum com um total de cinco vídeos crípticos, mas nesta nova provocação, o Slipknot ofereceu uma série de palavras.

Pouco depois de o vocalista Corey Taylor afirmar que o novo álbum do Slipknot estava 98 por cento feito”, o primeiro teaser foi revelado. Em seguida, um outro vídeo veio à tona, e depois outro, e depois outro, e depois outro.

No mesmo dia que o Slipknot lançou o teaser número 5, Corey Taylor tuitou uma mensagem apontando para algo grande que pode acontecer na sexta-feira (01 de agosto):

corey

“Heheh. Sexta – feira.”

Nós vamos ter que esperar até amanhã para saber do que se trata, mas em um novo post no Facebook, uma foto e as seguintes palavras de todos os cinco teasers foram postadas, com link para o site no final:

corey 2

A combinação das palavras parecem resultar na letra de uma música, talvez com as palavras entre parênteses sendo gritadas como vocais de segunda voz. Os fãs do Slipknot também têm teorizado que as palavras possam ser  títulos das diferentes músicas do novo álbum.

Fonte: Loudwire

Página 10 de 54« Primeira...89101112203040...Última »