Promoção: Vol. 3: (The Subliminal Verses)

April 16, 2013 in Vol. 3 by Natália

 

Quer ganhar uma cópia do Vol. 3: (The Subliminal Verses)? Basta preencher o forumlário abaixo e torcer! O sorteio será feito dia 30/04 pelo random.org e o vencedor será notificado via e-mail.

 

by Hannya

Corey Taylor explica como foi ver um show do Slipknot antes de entrar para a banda

April 3, 2013 in Corey Taylor, Stone Sour by Hannya

Foto: Paul A. Hebert, Getty Images

O Stone Sour está de volta e com força total. Seu novo álbum, House of Gold & Bones – Part 2, sai dia 09 de abril e é a segunda parte do álbum conceitual House of Gold & Bones.

Nós o ouvimos na Noisecreep e o álbum é um monstro  profundo, escuro, barulhento e pesado do metal clássico. O Stone Sour também está lançando uma série de quadrinhos inspirado no álbum e escrito inteiramente pelo vocalista Corey Taylor. A banda também está na estrada fazendo shows nesta primavera que irá incluir uma performance no quinto anual Revolver Golden Gods Awards no dia 02 de maio no Club Nokia, em Los Angeles.

Nós tivemos a chance de falar com Corey e como de costume, ele não decepcionou. Ele é um grande contador de histórias e tão apaixonado em conversar sobre como ele é no palco, estando à frente do Stone Sour ou daquele outro grupo que você deve conhecê-lo, o Slipknot.

Corey, estamos amando este novo álbum. Você está feliz com isso?

Eu sabia que era realmente formidável imediatamente depois que eu ouvi as mixagens. Nós estamos falando de “doces ouvidos”, sério. As pessoas que ouviram até agora estão totalmente envolvidas, do modo como nós juntamos e damos sequência  para o enredo que vem, então tudo parece realmente funcionar para as pessoas. Estou tão animado sobre este cd como qualquer coisa que eu tenho feito com qualquer banda. Ele realmente soa massivo.

E você tem sua primeira revista em quadrinhos, também.

Sim e eu tenho que lhe dizer, para um nerd de quadrinhos como eu, é realmente um grande negócio. A coisa é ser uma história em quadrinhos nerd chique, agora. Quando eu era criança, você tinha seu traseiro chutado por ser um leitor de quadrinhos e agora é como algo que está na moda, o que eu acho muito irônico.

Você tem uma história em quadrinhos favorita de quando era criança?

Bem, eu era um garoto da Marvel e eu tenho que dizer que Homem-Aranha é meu personagem favorito de todos os tempos. Quando fiquei mais velho, meus gostos desenvolveram um pouco mais e eu seguia certos escritores, como de fato segui o Grant Morrison. A partir do momento que eu tinha 5 anos, eu mergulhei nos quadrinhos. A partir do momento que eu aprendi a ler, foi tudo sobre quadrinhos. Quer dizer, eu sou um colecionador de quadrinhos e agora, como um nerd adulto, o que é muito legal. Mais uma vez, você tem que entender, eu estava lendo The Walking Dead quando saiu como uma história em quadrinhos. Agora eu vejo o que está acontecendo, vejo coisas na televisão e no cinema e eu sou como, foda-se, pessoas! Para todos nós que levamos a sério quadrinhos, todos nós voltamos atrás e dizemos, você só pode estar de brincadeira. Mas, novamente, nós podemos dar o dedo para todo mundo e dizer, nós sabíamos o quão legal que eles eram antes deles eram legais.

Corey, houve algum show que você viu no início da vida que te afetou intensamente?

Tem alguns que fizeram isso comigo. O primeiro eu tenho que dizer foi a turnê do Metallica que eles fizeram para o álbum … And Justice for All, com Megadeth e Alice in Chains, também na mesma lista. Como uma banda icónica que o Metallica tornou-se, eu acho que às vezes nos esquecemos de quão cru eram no início de sua carreira e para um garoto de 15 anos de idade, como eu, isto foi alucinante. Quero dizer, foi além. Mas há outro show que eu acho que teve o maior impacto na minha vida e isso é algo que poucas pessoas conseguiram experimentar.

Conte-nos sobre isso.

Bem, eu fui para ver um show do Slipknot em Iowa. Isso foi dois anos antes de eu entrar na banda. O Stone Sour estava tocando na noite seguinte e assim fomos ver o Slipknot e eu nunca tive esse tipo de sentimento antes, de ver uma banda com esse tipo de energia. Eles marcharam em meio a multidão e então eu disse para mim mesmo, essa é a banda que eu quero cantar. Então pense nisso. Quantas pessoas começam a ir ver uma banda que é como sua banda favorita no mundo, e logo depois eles se encontram sendo o vocalista? É a coisa mais legal do mundo e eu estou feliz que você perguntou sobre isso, porque é bom para me lembrar de como eu era naquela época, quando eu vi pela primeira vez o Slipknot. Quero dizer, é estranho, eu ainda sou um fã da banda desde quando os vi na época, e basta olhar para o que aconteceu. Eu estou dizendo a você, cara, inacreditável.

Fonte: NOISECREEP

by Hannya

Shawn deixa mensagem para os fãs no Facebook:

April 2, 2013 in Shawn Crahan by Hannya

No fim de semana, Shawn Crahan deixou duas mensagens para os fãs de Slipknot em sua página do Facebook. Confira as traduções:

“Eu preciso dizer algo à todos os nossos fãs. A vida tem sido difícil ultimamente. Às vezes é difícil respirar. De vez em quando eu não posso deixar a minha própria casa, por causa da humanidade. Porém uma coisa é certa, eu amo todos os nossos fãs. Até mesmo os “haters” que têm tanta dor que mostram através da sua voz para todos nós aqui. Certifique-se de ler o que eles dizem, porque éa vez deles. Eu nunca vou julgar. De maneira alguma. Obrigado à todos por estarem na minha vida. Eu sou abençoado. Juntos, podemos consolar um ao outro. Lembre-se de que eu sou um de vocês. Sempre e para sempre. Obrigado por ser parte da minha vida. O Slipknot vai voltar em breve e igreja vai seguir. Nossa igreja. Nosso povo. Hail metal “.

“Aliás, o Slipknot vai voltar em breve, então não se preocupem. Eu faço arte durante o dia todo, todos os dias. Fiquem ligados se puderem. A vida é curta e eu preciso despejar o que tem na minha cabeça.”

Slipkast – Segunda temporada!

March 4, 2013 in Banda, slipkast by Natália

Como prometido, voltamos com o nosso podcast, após 3 anos sem edições novas! Nessa primeira edição, falamos sobre as notícias mais recentes  do Slipknot, a campanha para o Rock in Rio, lemos as perguntas que vocês deixaram no nosso grupo do Facebook e rolou até um papinho sobre Stone Sour e Avenged Sevenfold.

 

Para a próxima edição, vamos voltar com o quadro de entrevistas com fãs, então quem tiver microfone/skype e quiser participar, manda um e-mail pra gente (contato@slipknotbr.com) para mais detalhes.

Bora conferir?

Deixem suas sugestões, críticas e perguntas no nosso email ou no nosso grupo do Facebook!

 

Links divulgados durante o podcast:

M. Shawn Crahan BR
Sid Wilson DJ Starscream #0
Canal “Solta Bomba”
Avenged Sevenfold Brasil

Slipknot:BR
Twitter: @slipknotbr
Instagram: @Slipknotbr

Stone Sour Brasil
Twitter: @stonesourbr

by Hannya

Entrevista: Corey Taylor para Gibson.com

February 20, 2013 in Corey Taylor, Stone Sour by Hannya

Corey Taylor divide seu mundo entre fazer música com o Stone Sour e os metaleiros mascarados do Slipknot e ele não teria como fazer isso de outra maneira.

“As pessoas se perguntam se é um aborrecimento ou uma tarefa e, honestamente, não é“, disse Corey à Gibson.com. “Se você é como eu e vai fundo no puro instinto quando se trata de música, esta é a maneira mais fácil do que você imagina.”

O quarto álbum de estúdio do Stone Sour, o House Of Gold & Bones Part 1, foi lançado no ano passado e o House Of Gold & Bones Part 2 chegará às lojas e lojas online em 9 de abril. Os dois formam álbum de conceito épico da banda: uma coleção de ambiciosas músicas de hard rock que apresentam uma história angustiante do ponto de vista de personagens coloridos.

Vamos falar de guitarras! Quais são suas guitarras favoritas da Gibson?

O J-200 é o meu “go-to”. Ele tem um corpo bom, profundo e  redondo; quando se trata de material acústico, com cordas certas, ele realmente canta e tem brilho, mas ainda é muito escuro. Não sinto que eu vou quebrá-lo como um monte de acústicas fazem. Parece difícil e tem uma grande personalidade nele.
Para a gravação, eu tenho um monte de Les Pauls diferentes. Eu sou como um garoto mimado da Les Paul, não é mesmo engraçado? Eu as tenho colecionado por todo o mundo. Eu tenho uma boa “Silverburst ’84”. Eu tenho uma velha, reedição de 1960 e eu usei um par delas no novo álbum.

Por que você prefere Gibsons a outros fabricantes de guitarras?

Quando eu penso em rock ‘n roll ou heavy metal, eu penso em Gibson. Eu penso nas pessoas em pé no palco com suas Les Pauls. Algo sobre uma Les Paul sempre foi o meu favorito. Talvez seja porque quando você o liga em um Marshall e o aciona, você tem um som incrívelmente natural e grave do rock.
Para mim, está incorporado em minha mente que uma Les Paul é sinônimo de rock e heavy metal. E não parece que você vai quebrá-las. Eu gosto de guitarras mais pesadas, porque você pode ter um tom agradável e obscuro a partir delas.

O Stone Sour tem este álbum de duplo conceito que você está lançando, o House of Gold & Bones – Part 1 e 2. Part 1 chegou no ano passado, e a Part 2 chega em 09 de abril. O que devemos esperar da parte 2, e como ela se encaixa com o que você criou na parte 1?

A parte 2 parece muito mais temática do que a parte 1. Parece que a parte 2 move mais a  narrativa do que a parte 1. Quando a parte 1 parece mais como um álbum de  heavy metal / hard rock, parte 2 parece como uma partitura ou trilha sonora de um filme. Ele realmente permite que você entre na história mais instintivamente. É mais escuro. É mais pesado em um monte de maneiras que a parte 1. É muito mais intuitivo e não há mais introspecção. Eu estou realmente ansioso por isso que vai sair e é um pouco da nossa melhor e mais complexa música que já fizemos. Eu não posso esperar para ver a cara das pessoas quando ouvirem este novo álbum.

Quais são algumas das novas bandas lá fora que você está trabalhando atualmente?

Essa é uma boa pergunta! Estou tão ocupado fazendo minha própria música que eu realmente não estou verificando coisas novas. Há uma banda chamada Graveyard que eu realmente estou envolvido. Fora isso, é difícil de dizer.

Esta pode ser mais fácil: qual o seu top 5de álbuns de rock de todos os tempos?

Oh, boa pergunta! Highway to Hell do AC/DC. Too fast for Love do Mötley Crüe. Fear, The Record. Led Zeppelin II. E que diabos,- Journey, Escape.

Qual é a próxima para você? Será que este ano será dedicado ao Stone Sour ou você tem planos com o Slipknot também?

A maior parte deste ano será do Stone Sour. Vamos fazer cinco shows com o Slipknot no Japão e na Europa, mas fora isso, o Stone Sour vai ocupar a maior parte deste ano e no próximo ano. Temos grandes planos para esses álbuns e estamos começando a ganhar impulso. Fora isso, eu vou lançar meu próximo livro, provavelmente neste verão junto com a série cômica que será lançada em torno do lançamento da Part 2. A primeira edição de quatro partes do Dark Horse sai no mesmo mês que Part 2. Part 2 sai em 9 de abril e a primeira edição sai em 17 de abril.

Fonte: GIBSON.COM

Corey Taylor: “O novo álbum do Slipknot será gravado em 2015″

February 8, 2013 in Banda, Corey Taylor, Novo álbum 2013 by Natália

Corey deu uma entrevista a Pulse of The Radio durante a turnê do Stone Sour e falou sobre o próximo álbum do Slipknot:

“Quero começar a montar as demos no fim de 2014 para entrar em estúdio em 2015 e começar a gravar o álbum, então vai demorar um pouco”.

Ele também comentou sobre os 5 festivais internacionais que a banda vai fazer esse ano e que alguns integrantes da banda estão tentando “se manter saudáveis”, mas não deu mais detalhes sobre isso.

A banda toca no Download Festival no Reino Unido (Headliners junto com Rammstein e Iron Maiden), além do Graspop Metal Meeting (Bélgica), Roskilde Festival (Dinamarca), Ozzfest Japão e Metal Town (Suécia).

Fonte: Blabbermouth

Shawn fala sobre sua colaboração com o Hollywood Undead

January 30, 2013 in Banda, Shawn Crahan by Slipknot Brasil

Percussionista do Slipknot e apreciador em muitos talentos, Shawn “Clown” Crahan recentemente dirigiu um vídeo da banda Hollywood Undead. Ele contou sobre alguns fatos do clipe, como o de ter deixado pequenas ‘mensagens’ estrategicamente localizadas em alguns trechos.
Shawn ainda falou um pouco sobre o anúncio do Slipknot como um dos headliners do Download 2013. “Nós estamos em uma nova circunstância,” disse Clown sobre a decisão da banda de se reunir para sua primeira aparição em Donington desde 2009. “Nós estamos em uma situação que nós nunca planejamos, que é a tragédia de perdermos nosso irmão, então nenhum de nós quer gravar um álbum agora – bem, eu só posso falar por mim mesmo, mas eu não quero entrar em um estúdio e não ver meu irmão. Não estou pronto pra isso. Eu não estou pronto para me comprometer com música e não ver ele lá, sabendo que ele era a maior parte da composição musical. Eu preciso de um pouco mais de tempo.”
Crahan ainda completou, “Eu acho que é memorável que nossos fãs vão vir e gostar disso sem nós mesmos apoiarmos um novo álbum. Isso só prova o quanto nós somos uma cultura, e isso é muito lisonjeador. Eu não posso descrever o quão abençoados nós somos por termos os fãs que nós temos. É tudo por eles e por nós, e isso é apenas mais um passo para chegar ao próximo passo, que será um novo álbum.”
by Hannya

Próximo álbum do Slipknot será um tributo a Paul Gray

January 30, 2013 in Banda, Corey Taylor, Paul Gray by Hannya

Corey Taylor falou conosco ao telefone esta semana para promover o show de sua banda como co-headliner com o Papa Roach no Ballroom Eagles, na sexta-feira, mas a conversa acabou se voltando para sua outra banda, o Slipknot e como está se saindo após a morte do baixista e compositor Paul Gray em 2010.

“Ainda há resistência quando se trata de ir para o estúdio com o Slipknot“, disse Taylor. “A próxima vez que entrarmos em estúdio com o Slipknot será muito mais emocional…. Vamos contar a história de nosso irmão Paul“.

“Para nós sobrevivermos como uma família e como uma banda… Nós realmente precisamos falar a nossa paz. Eu estou encorajando todos no Slipknot a escreverem coisas (sobre o Paul): um pensamento, poema, história, etc. Nós vamos juntar tudo e adaptar a qualquer música que nós finalmente chegarmos a fazer”.

“Nós ainda estamos muito tristes. Nós ainda sentimos falta do nosso irmão.”

Nos últimos meses, o Corey tem se mantido ocupado principalmente com o Stone Sour, – a primeira parte de um álbum ambicioso de duas partes, o “House of Gold & Bones”, saiu no ano passado, com a próxima parte, bem como a primeira edição dos quadrinhos da série que Corey escreveu, serão lançados em abril. Mas o Slipknot não está completamente dormente. A banda tem quatro shows no exterior previstos para 2013 e entrevistas anteriores sugeriram que o Slipknot pode entrar em estúdio este ano.

Fonte: Milwaukee Journal Sentinel

Página 10 de 46« Primeira...89101112203040...Última »