Corey Taylor fala sobre as comparações do Slipknot com o Stone Sour e sobre a identidade do novo baterista

October 11, 2014 in .5: The Gray Chapter, Banda, Corey Taylor, James Root, Prepare For Hell Tour, Slipknot 2014, Stone Sour, The Devil In I by Slipknot Brasil

coreytaylorstonesourlive2014_2_638O vocalista do Slipknot, Corey Taylor, que também é o frontman do Stone Sour, diz que muitas vezes as pessoas “escolhem o caminho mais fácil” e comparam as músicas das duas bandas, apesar da falta de semelhanças.

“Eu acho que muito disso se resume a minha voz”, disse Corey durante uma aparição no Corey Taylor Talks, programa de rádio em Las Vegas voltado para adolescentes, apresentado pela atriz e personalidade do rádio, Corey Taylor (nenhuma relação com o Corey do Slipknot).

“Tipo, há um monte de gente que acha que quando eu canto pesado com Stone Sour, eu estou tentando fazer Slipknot. E vice-versa – quando eu canto mais melódico com Slipknot, eu estou tentando ser mais Stone Sour. E isso é tipo: ‘Mas você não está ouvindo a música, você está colocando tudo junto.’ Como na [nova música do Slipknot] ‘The Devil In I‘, um monte de gente comparou ao Stone Sour porque ali tem muita melodia até que chega no refrão e dá um soco, você sabe. E eu fico tipo: ‘Ehhh … Na verdade não.’ É Slipknot, [por isso] é uma música do Slipknot. E eu acho que é porque um monte de pessoas, para melhor ou para pior, escolhe o caminho mais fácil para descobrir o que eles estão pensando, ou qual é sua opinião. Então, se eles leem alguém dizendo:’Bem, ele está cantando de forma melódica, então tem que ser Stone Sour.’ Muita gente pegou isso porque é mais fácil ir com a multidão do que pensar de forma diferente. Mas nós encorajamos nossos fãs para tentar e fazer essas coisas. ”

Read the rest of this entry →

Ouça “Custer”

October 11, 2014 in .5: The Gray Chapter, Banda, Custer, Slipknot, Slipknot 2014 by Slipknot Brasil

O Slipknot disponibilizou para audição mais uma música de seu aguardado .5:The Gray Chapter. Custer” é a faixa 11 do álbum, que será lançado mundialmente no dia 21 de outubro, via Roadrunner Records. Confira a música no player abaixo:

James: “Acho que sempre negaremos a identidade do novo baterista”

October 9, 2014 in .5: The Gray Chapter, Banda, Donnie Steele, James Root by Felipe Maia

slipnewmask15

Ansioso para descobrir a identidade do novo baterista do Slipknot? É melhor esperar sentado porque não há nenhuma garantia de uma confirmação por parte da banda – pelo menos segundo o guitarrista James Root.

“Não diremos quem o novo baterista é”, disse em entrevista à revista Guitar World. “Mesmo se as pessoas descobrirem e não tiverem nenhuma dúvida de quem ele é, acho que sempre negaremos. Ele pode não durar ou tocar com a gente por um ano e perceber que somos todos insanos e não conseguir aguentar ficar perto de nós. Ou podemos tirá-lo. Quem sabe?”

Read the rest of this entry →

by Hannya

Vol. 3 – Especial 10 Anos

October 2, 2014 in .5: The Gray Chapter, Banda, Corey Taylor, James Root, Joey Jordison, Mick Thomson, Novo Álbum 2014, Paul Gray, Shawn Crahan, Sid Wilson, Slipknot 2014 by Hannya

Slipknot-Vol.-3-The-Subliminal-Verses-2004

O Slipknot é capa da última edição da Revolver, que está nas bancas e disponível online. Enquanto a banda se prepara para lançar o seu novo álbum altamente antecipado, .5: The Gray Chapter , a Revolver volta no tempo da fabricação de cada um dos álbuns anteriores dos maníacos mascarados.

Aqui, os membros da banda que gravaram em 2004 o Vol. 3: (The Subliminal Verses) – incluindo o falecido baixista Paul Gray e o ex-baterista Joey Jordison – voltam no tempo para analisar o então clássico álbum, que inclui canções como “Duality”, “Before I Forget” e “Vermilion”. A matéria foi lançada originalmente em 2011 no “Book of Slipknot’ special issue”.

Para ajudá-los a expandirem além do ódio, nojo e sobrecarga do metal, eles recrutaram Ross Robinson como produtor, Rick Rubin como guru de estúdio, que já havia trabalhado com todo mundo desde o Slayer até Johnny Cash; para gravar um novo álbum que é, inegavelmente, vicioso e assustador, mas também conta com ganchos de ritmo suficientes e harmonias vocais de trazer a banda de volta para mais perto do mainstream. Os resultados ainda são pouco convencionais ou confortáveis, no entanto. Mesmo as baladas de rádio como “Vermilion Pt. 2” e “Duality” estão cheias de toques experimentais e inegável escuridão.

Read the rest of this entry →

James Root sobre o Slipknot: “Esta banda é uma anomalia”

October 1, 2014 in .5: The Gray Chapter, All Hope is Gone, Banda, Corey Taylor, Donnie Steele, Iowa, James Root, Joey Jordison, Knotfest 2014, Paul Gray, Shawn Crahan, Slipknot, Slipknot 2014, Soundwave 2015, Stone Sour, The Devil In I, The Negative One, Vol. 3: (The Subliminal Verses) by Slipknot Brasil

james

Existe muita pressão quando você é de uma das maiores bandas do mundo, com legiões de seguidores esperando ansiosamente pelo seu próximo lançamento. Mas quando está prestes a embarcar no primeiro ciclo sem dois elementos-chave, esta pressão se multiplica. É o caso do Slipknot.

Apesar das pressões gêmeas de trazer dois novos integrantes numa locomotiva que opera por quase duas décadas e também honrar o amado falecido baixista, o guitarrista James Root lembra de como a produção de .5: The Gray Chapter foi algo catártico e terapêutico.

Read the rest of this entry →

Corey Taylor fala com a Revolver sobre o novo álbum, Joey Jordison e os novos membros da banda.

September 29, 2014 in .5: The Gray Chapter, All Hope is Gone, Banda, Iowa, James Root, Joey Jordison, Novo Álbum 2014, Vol. 3: (The Subliminal Verses) by Slipknot Brasil

10411259_740459722687485_3166411917078046544_n

Em entrevista para a revista Revolver do mês de outubro, Corey Taylor falou um pouco mais sobre o novo álbum do Slipknot, o aguardado .5: The Gray Chapter, a saída de Joey Jordison e o que esperar dos fãs em relação aos novos baixista e baterista da banda.

Revolver: A primeira vez que o Slipknot foi destaque na capa da Revolver foi em 2001, quando foi lançado o IOWA. É estranho pensar em como seus fãs jovens daquela época estão em seus 30 anos agora?

Corey Taylor: Sim, é estranho. Nós estamos olhando para uma nova geração de fãs. E a coisa louca é que, com tudo o que aconteceu entre o All Hope Is Gone e ??agora, faz seis anos desde que lançamos novas músicas. Portanto, há quase como um novo grupo de pessoas que vieram sem qualquer material novo do Slipknot. Tudo que ouviram foi a lenda, tudo que eles sabem é devido ao material antigo. É quase como se estivéssemos voltando ao básico e saindo da garagem. E é legal! Uma das razões pela qual estamos tão animados com o álbum é que, para nós, ele soa de várias maneiras como um recomeço, para melhor ou pior. E eu acho que nós estamos fazendo isso da maneira certa.

Read the rest of this entry →

Corey Taylor conta como foi sua reação ao ver pela primeira vez a capa do novo álbum

September 28, 2014 in .5: The Gray Chapter, Banda, Corey Taylor, Knotfest 2014, Shawn Crahan, Slipknot 2014 by Slipknot Brasil

gallery_7_2_103460

O frontman do Slipknot, Corey Taylor, diz que quando viu pela primeira vez a imagem que se tornou a arte de capa do aguardado quinto álbum da banda, .5: The Gray Chapter, ele ficou “tão deslumbrado” que soube imediatamente que o Slipknot tinha encontrado o que estava procurando.

A capa do .5: The Gray Chapter foi idealizada por M. Shawn Crahan, mais conhecido como Clown, que é o percussionista e membro fundador do Slipknot. Crahan também é o diretor de arte da banda e dirigiu seus DVDs, Disasterpieces, Voliminal: Inside The Nine, Of The (sic) e (sic)nesses: Live at Download. Ele é a visão criativa por trás da banda desde seu início.

Read the rest of this entry →

by Hannya

Corey Taylor diz que fazer o .5 The Gray Chapter foi “mais emocional do que estressante”

September 26, 2014 in .5: The Gray Chapter, Banda, Corey Taylor, Novo Álbum 2014, Slipknot, Slipknot 2014 by Hannya

Corey_taylor-555x290

Corey Taylor afirmou que a banda não sentiu qualquer tipo de pressão fazendo o seu primeiro álbum em seis anos, o .5: The Gray Chapter, chamando a experiência de “mais emocional do que estressante.”

O novo CD é o primeiro do Slipknot desde a morte do baixista Paul Gray em 2010 e a demissão do baterista Joey Jordison no final de 2013.

Em declarações à estação de rádio Q105.1 em Fargo, North Dakota, Corey disse:.. “A grande coisa sobre essa banda é que nós nunca colocamos algemas em nós mesmos criativamente. Se estamos nos sentindo de um jeito, vamos dessa forma, se nós não estamos, então nós tendemos a ir na direção oposta. É uma das razões pela qual levou tanto tempo para realmente começar a pensar em fazer um novo álbum, porque nós não íamos fazê-lo até que estivéssemos prontos”.

Ele continuou: “Quanto a pressão, nunca tivemos muita pressão, porque nos aproximamos desse jeito. Somos, tipo, ‘Nós vamos fazer o que queremos. Se ninguém escutá-lo, tudo bem , mas já cumprimos com alguma coisa dentro de nós mesmos. “Por isso, foi mais emocional do que foi estressante, para ser honesto. Porque preencher o lugar de Paul, especialmente, foi difícil. Ele era uma parte tão integrante do processo de composição e tinha um bom ouvido para isso, sabíamos que nós todos iríamos ter que entrar e preencher este lugar, e eu acho que nós fizemos um grande trabalho. Jim [Root, guitarra] veio com algumas coisas de arrebentar, eu trouxe algumas coisas, Clown [Shawn Crahan, percurssionista] trouxe algumas coisas com uma atmosférica realmente arrebatadora que fomos capazes de construir em boa música. Acho que todos nós realmente nos aproximamos do desafio, e eu acho que foi porque queríamos. Não foi porque sentimos que tínhamos [a obrigação]; sentimos que queríamos, que queríamos ser capazes de fazer isso, de fazer novas músicas com essa banda novamente. Então não foi muito estressante como foi poderoso”.

Read the rest of this entry →

Página 20 de 39« Primeira...10...1819202122...30...Última »