Slipknot se pronuncia sobre a lei HB2 antes de show na Carolina do Norte

August 2, 2016 in Uncategorized by Natália


Recentemente, uma lei chamada HB2 foi aprovada pelo Legislativo local e promulgada pelo governador republicano Pat McCrory no dia 23 de março. A HB2 define que indivíduos transgêneros só poderão usar os banheiros públicos de acordo com seu sexo de nascimento e também ataca diretamente os direitos do cidadão LGBT de processar quando seus direitos são violados em seu local de trabalho. 

Desde que a lei entrou em vigor, alguns artistas têm cancelado suas performances no local, como Bruce Springsteen, Maroon 5, Ringo Starr, Pearl Jam, Demi Lovato e Bryan Adams, como uma forma de mostrar apoio à comunidade LGBT+.
O Slipknot, que optou por não cancelar o show que está marcado para hoje, dia 02/08, publicou um comunicado na página oficial:

“Quando começamos essa turnê, tínhamos um pé atrás sobre tocar na Carolina do Norte por causa de uma lei chamada HB2, que foi aprovada recentemente. Essa lei anula os direitos da comunidade LGBTQ, não permitindo que as cidades repassem um salário viável para a classe trabalhadora. Nós acreditamos que independente de quem você seja ou no que você acredite nesse país – e na nossa comunidade do metal – que todos devem ter acesso as oportunidades iguais e necessárias para que tenham sucesso. Essa lei é um tapa na cara desses valores. 

Nós acreditamos que independente de quem você é e quem você ama, você não deveria ter que enfrentar o ódio em casa ou na sua comunidade. Os nossos fãs na Carolina do Norte merecem coisa melhor, então decidimos não cancelar o show. Nós não ligamos para onde você mije, só dê descarga por favor. É bem simples na verdade. 

Decidimos fazer uma parceria com a Equality NC, um grupo sobre os direitos LGBTQ que lidera uma luta contra essa lei. Você pode falar com o pessoal da Equality NC no nosso show sobre como se envolver e se registrar para votar na Carolina do Norte. Assim, não precisaremos mais falar sobre isso quando voltarmos. Estamos indo para a Carolina do Norte para mostrar aos nossos fãs que eles podem fazer a diferença necessária para repelir essa lei e fazer com que seu estado volte a ser um lugar que recebe a todos e valoriza as diferenças.”

Após o show na Carolina na Norte, a banda continua em turnê pelos Estados Unidos e passa pela América do Sul em Outubro para dois shows, em Bogotá (Colômbia) e Lima (Perú)