Corey Taylor: “Espero que o Slipknot tenha uma carreira histórica”

November 11, 2015 in Banda by Hannya

Rock in Rio 2015 -  I Hate Flash/Divulgação

Rock in Rio 2015 – I Hate Flash/Divulgação

Tem havido muita conversa sobre a falta de bandas headliners mais jovens que possam lotar festivais, mas se há uma banda da próxima geração que parece pronta para herdar o trono de ser um dos atos “históricos” do gênero, ela pode ser muito bem o Slipknot.
Durante um bate-papo com a rádio Vorterix da Argentina, Corey Taylor foi perguntado se ele imaginou sua banda seguindo os passos de Black Sabbath e Deep Purple e tornando-se um ato verdadeiramente “histórico”.

O vocalista responde: “Talvez, a partir do momento que os fãs estejam conosco… Está fora das nossas mãos. Os fãs são aqueles que nos colocam onde estamos, e é o tipo de coisa bonita sobre eles. Nós apenas fazemos o que fazemos e os fãs que nos levantam e eles nos colocaram nessa área”.

Corey diz que um show como o recente Rock In Rio o fez pensar que é possível. “Foi provavelmente um dos melhores shows que eu já toquei e todo mundo estava falando sobre isso por dias. Então, para nós, é obviamente algo que queremos ser “.

O cantor diz que ele é sempre respeitará as bandas que vieram antes deles e eles também tentam mostrar respeito para com a próxima geração de bandas que vêm depois deles. “Se nós podemos ser que esse tipo de banda com esse espírito mais uma vez, então por que não? – Por que não nós?”

Enquanto que o núcleo da banda não está mais intacto, com a morte de Paul Gray e a saída de Joey Jordison, o Slipknot tem as peças no lugar para assegurar uma carreira longa. O baixista Alessandro “Vman” Venturella e o baterista Jay Weinberg preencheram as vagas, embora os dois novos músicos “estão com a banda” ao invés de “na banda”, segundo Corey.

Em entrevistas, o percussionista Shawn “Clown” Crahan revelou que ele prevê o Slipknot sendo o tipo de banda que pode continuar mesmo além da formação atual de músicos. “Se nós podemos mantê-lo seguindo, se é que podemos manter a filosofia e a cultura fluindo, não há nenhuma razão para não continuar”, revelou Clown. “Não se surpreenda se um dia, você sabe, ninguém estiver banda. Serão novas pessoas. Eu estarei com 80 anos e haverá um novo Slipknot em movimento. Quero dizer, nós temos dois novos rostos agora, cara. Nunca se sabe, o meu filho pode assumir “.

Se for esse o caso, deve-se notar que, ambos Black Sabbath e Deep Purple, tiveram seu quinhão de mudanças de formação ao longo dos anos, mas ainda estão entre as bandas de rock e metal mais emblemáticas. Assim como Clown afirma, o Slipknot poderia continuar com os membros indo e vindo, desde que os valores fundamentais permanecem intactos e como Corey afirma, os fãs continuem empenhados.

 

Fonte: Loudwire