James Root: “Paul está aqui, cara, ele está me ajudando a escrever esta droga”

September 15, 2014 in .5: The Gray Chapter, Banda, Corey Taylor, James Root, Knotfest 2014, Paul Gray, Shawn Crahan, The Devil In I by Slipknot Brasil

james - Cópia

O Slipknot está na capa da próxima edição da Revolver, que chegará às bancas em 23 de setembro e está disponível para compra on-line no momento. A foto de capa foi tirada em Los Angeles pelo artista Sean Murphy. Confira abaixo.

Você também pode ler um trecho da reportagem de capa da edição, escrita por Dan Epstein. Nesta seção, Corey Taylor, Shawn “Clown” Crahan e Jim Root, do Slipknot, comentam como seu colega Paul Gray, que faleceu em 2010, influenciou novo álbum do grupo .5: The Gray Chapter.

“É estranho, cara!”, diz Jim Root. “Eu não sou uma pessoa muito espiritual, e toda essa coisa de religião, eu sou do tipo que fica em cima do muro sobre um monte de coisas. Então, quando alguém perde uma pessoa muito próxima e diz que ainda sente essa pessoa consigo, sempre pensei que fosse besteira ou algo assim. Mas eu estava na garagem trabalhando em um arranjo para uma música que se transformou em ‘The Devil In I’ ou ‘Sarcastrophe’. Normalmente, quando eu escrevo, eu coloco a primeira coisa que me vem à mente, depois eu dobro isso, coloco um baixo, e então eu coloco a bateria em torno disso. Mas neste arranjo, eu percebi que eu não estava apenas jogando o riff. Eu estava tentando diferentes variações sobre ela, tentando posições diferentes sobre o pescoço, e pensando em melodias enquanto previa qual progressão de acordes iria ser…”

“De repente eu percebi: ‘Droga, cara! Isso é o que o Paul fazia!’ Ele era tão meticuloso. Pensava demais em tudo, mesmo que fosse apenas sobre ir de um acorde para o próximo. Ele iria explorar todas as possibilidades no braço da guitarra, especialmente se ele estava escrevendo na guitarra. E isso me fez perceber: ‘Ele está aqui, cara, ele está me ajudando a escrever esta droga!’ E ele me enlouqueceu. Eu soltei minha guitarra, e coloquei minhas mãos na cabeça e fiquei tipo: ‘Seu desgraçado!’

O espírito de Gray paira sobre o novo álbum do Slipknot de outras maneiras também. “Há muita dor aqui, há um monte de honestidade, há muita compreensão com o tanto que passamos”, diz Corey Taylor. “Há um pouco de raiva, também. Quero dizer, quando você perde alguém, existe, naturalmente, uma parte de você que fica muito irritada com isso. Ao mesmo tempo, você meio que tem que admitir que precisa ser feliz pelo tempo que você teve com essa pessoa. Um monte de coisas é apontado internamente, porque tem muita da culpa do sobrevivente acontecendo, como: ‘O que eu poderia ter feito?’ Esse é o fardo de pessoas deixadas para trás. Você nunca terá uma boa resposta. Tudo o que você meio quer fazer é estar em paz com isso. E é sobre isso que esse álbum trata: fazer as pazes com a perda que nós sofremos.”

“A circunstância da morte de Paul foi uma coisa emocional que todos nós precisamos lidar”, diz Shawn “Clown” Crahan. “Levou tempo até que eu pudesse chegar, fazer um álbum e me sentir bem sobre isso. Eu ainda chorava, cara. Todos nós derramamos lágrimas. Mas foi tão bom chegar lá e colocar tudo para fora.”

“Nós comparamos a uma terapia de gritos por muitas vezes”, acrescenta Taylor. “E, de certa forma, foi realmente ótimo ser capaz de usar isso no tempo presente. Não apenas explodindo sobre coisas que aconteceram no passado, quando éramos mais jovens, mas coisas reais, de adulto. ”

Screen-Shot-2014-09-12-at-2.33.11-PM1

O novo álbum da banda será lançado mundialmente no dia 21 de outubro de 2014, via RoadRunner Records.

O Slipknot lançou na última sexta, dia 12, o seu videoclipe para a música “The Devil In I”, onde são apresentadas as novas máscaras e também os novos membros que participarão do novo ciclo de turnê da banda, que começa com o Knotfest, nos dias 24, 25 e 26, em São Bernardino, na Califórnia. Após, a banda viaja pelos Estados Unidos com a Prepare For Hell Tour, sendo acompanhados por Korn e King 810. E também se preparam para a primeira edição de seu festival em outro país, com o Knotfest Japan, nos dias 15 e 16 de novembro, em Tóquio.

Fonte: Revolver